Menu

9 de Dezembro, 2022

Segunda temporada do ‘Taskmaster’ já tem data de estreia

Instagram

O ‘Taskmaster’ foi renovado para uma segunda temporada, depois do sucesso na estreia. Esta quinta-feira (08/12), na Comic Con Portugal, Vasco Palmeirim e Nuno Markl revelaram que o programa regressa à RTP em março do próximo ano.

Os novos desafios já estão gravados há algumas semanas, mas os fãs do ‘Taskmaster’ vão ter de esperar mais uns meses para poder ver as provas divertidas. Contudo, alguns sortudos vão poder assistir às gravações do formato em estúdio, numa inovação da segunda temporada.

Durante a Comic Con Portugal 2022, Vasco Palmeirim e Nuno Markl, os responsáveis pelo programa e pela adaptação portuguesa pela RTP, anunciaram o regresso para março do próximo ano. Com eles estiveram parte do elenco que se vai manter inalterado face à primeira temporada. Por outro lado, o programa vai continuar a receber um novo convidado semanalmente.

Palmeirim promete maior competitividade

Vasco Palmeirim explicou que a primeira temporada do ‘Taskmaster’ teve apenas oito episódios, ao contrário dos habituais 10 ou 12 do original. Por isso, e pela prestação dos concorrentes, Jéssica Athayde, Gilmário Vemba, Inês Aires Pereira e Toy vão continuar no programa da RTP. 

Quanto à segunda temporada, o radialista revela que a competição aumentou: “quando o programa foi para o ar e eles viram aquilo que fizeram, o nível de competição entre eles aumentou muito. Ou seja, aquilo que durante as gravações foi uma espécie de brincadeira, eles ao verem e perceberem a repercussão daquilo tudo pensaram “espera aí, eu na segunda temporada quero ganhar”. E todos querem ganhar. Não é que não quisessem, mas agora a coisa está diferente. Temo-los de garras de fora e é muito bom ver que continuam a dar o litro e fiéis ao que mostraram na primeira temporada”.

Relativamente ao formato, o apresentador explicou ainda que a produção está refém da edição original que já conta com 12 temporadas e que, apesar de existirem ideias de desafios por parte da equipa portuguesa, elas têm de ser aceites internacionalmente.

Categorias: Tags: