Menu

22 de Outubro, 2022

Opinião. ‘Santiago’, um caminho a seguir

Reprodução/SIC/OPTO

‘Santiago’ é o nome da nova série da OPTO que estreou esta sexta-feira (21/10), dia escolhido também para o lançamento de cada novo episódio num total de oito. A primeira impressão é ótima e a vontade de ver o próximo capítulo é muita.

Não sei se será propriamente um elogio para a OPTO, mas quero acreditar que sim. ‘Santiago’ é um série que, pela sua qualidade, podia muito bem pertencer ao catálogo das internacionais Netflix, HBO ou Prime Vídeo. A história criada por César Mourão, Diogo Brito e Inês Braga centra-se na família de Anna e Pedro que, com as suas duas filhas, decidem iniciar uma peregrinação a Santiago de Compostela.

No primeiro episódio, Lúcia Moniz dá certezas de que fará um extraordinário papel, coadjuvada por Ivo Canelas. Os dois mostraram eficazmente um casal que, aos olhos dos outros parece perfeito, mas que no fundo esconde segredos, um deles descoberto logo no início da trama. Na estreia, o espectador pôde conhecer as histórias e as personagens que vão fazer parte desta brilhante série que se mostrou envolvente desde o primeiro momento e, para já, com a tensão necessária para uma história que sabemos, desde já, que vai contar com um assassino em série.

A OPTO mostrou, mais uma vez, que está no rumo certo e a cimentar um caminho que lhe promete um futuro promissor. Pena também é perceber que, hoje em dia, para ser ver boa televisão é necessário pagar, muito ou pouco, mas pagar. Enquanto isso, os canais nacionais e a própria SIC dão-nos novelas com qualidade muito discutível. Salva-se a RTP que, por exemplo, tem em exibição atualmente a também excelente ‘Cuba Libre’.

‘Santiago’ é diferente, para melhor, de muito do que já se fez em Portugal. Merece reconhecimento pela ótima produção, ótima história e brilhante elenco. Com muito ou pouca fé, este é realmente o caminho a seguir.

Rating: 5 out of 5.

Categorias: Tags: