Menu

4 de Outubro, 2022

Porque é que há tantas novelas na televisão portuguesa?

TVI/Instagram

Atualmente, RTP, SIC e TVI têm em exibição 13 novelas na sua programação diária. Desse número total, quatro delas estão em reposição. Mas afinal, porque é que os canais portugueses preferem apostar tanto na ficção nacional deste género?

A primeira razão é muito simples de entender: audiências! Os canais, sobretudo os privados, precisam de audiências para poder manter o seu negócio à tona e as novelas são feitas para grandes massas. São fáceis de compreender, não são complexas nos seus textos e no seu enredo e, muitas vezes, não se colam a temas polémicos. No fundo, este género de ficção não exige muito mais ao espectador do que uma atenção superficial e, por isso, torna-se fácil apanhar o fio à meada sempre que não se assiste a vários episódios.

Por outro lado, a produção de uma novela é mais barata do que produzir, por exemplo, uma série. Como são criadas em massa e com um grande número de episódios, cada capítulo pode custar cerca de 35 mil euros. Já uma série semanal, por exemplo, pode custar 80 mil euros por episódio. ‘Conta-me Como Foi’, da RTP1, teve um custo de 90 mil euros por capítulo, tornando-se numa das séries mais caras de sempre em Portugal. A juntar aos custos mais baixos, atualmente as novelas conseguem ainda incluir publicidade na própria história, como utilização de cremes por personagens da trama.

Nos últimos anos, SIC e TVI têm conseguido exportar os seus produtos para vários países. Recentemente, ‘Festa é Festa’ foi vendida para a Bulgária, tornando-se ainda mais numa aposta compensatória.

No fundo, se é barato e continua a dar milhões, o género novela tem tudo para continuar a ser a grande aposta dos canais privados. A RTP é a única estação capaz de suportar a aposta em séries de qualidade superior sem grandes audiências e, consequentemente, sem retorno económico capaz de suportar os custos de produção. 

Categorias: Tags: