Menu

13 de Setembro, 2022

Opinião. ‘Big Brother’ com anónimos e famosos de marca branca

Big Brother TVI/Instagram

A TVI estreou uma nova edição do ‘Big Brother’, neste domingo (11/09), e mostrou ao público as regras de uma nova edição que juntou os concorrentes em duplas. Além de anónimos, algo já confirmado anteriormente, Cristina Ferreira anunciou o regresso de outros tantos conhecidos do formato. 

O ‘Big Brother’ regressou ao ecrãs depois de uma pausa no verão e grande dúvida para a nova edição seria a presença ou não de concorrentes conhecidos. As dúvidas ficaram esclarecidas na estreia com o regresso de alguns “famosos”, mas de “marca branca”. Basicamente, a TVI chamou de volta concorrentes de antigas edições de formatos do canal, mascarando assim o facto de não ter conseguido ter nomes de peso na casa da Malveira. No fundo, são cromos repetidos que deixaram de ter interesse porque, quem segue o programa, já os viu demasiadas vezes. O casting de “famosos” é tão mau, que o casting dos anónimos abafou o interesse por completo. Aí, a estação foi mais competente e parece mesmo haver bons jogadores que depressa se vão destacar frente a nomes já batidos. 

A gala de estreia mostrou ainda uma casa com a decoração renovada, agora mais colorida. Neste capítulo, nada a dizer. Por outro lado, Cristina Ferreira voltou a mostrar-se no cenário de sempre, apenas com cores alteradas. Estava mais do que na altura de fazer alterações ao palco das galas. Este já contou com, pelo menos, quatro apresentadores, um sem número de edições e começa também ele a tornar-se repetitivo.

Quanto à apresentadora, também nada a dizer. Cristina não perdeu qualidades e conduz um direto com uma perna às costas. No fundo, encontrou o “canto” perfeito para a sua nova fase da vida: aparece uma vez por semana, pode exibir vestidos, sapatos e jóias da sua marca, porque o momento assim o pede, e tem mais tempo para se dedicar às funções de diretora. Além disso, não é pior do que nenhum dos apresentadores que já passaram pelo reality-show. 

Apesar de ter liderado audiências ao longo de quase toda a noite, a gala de estreia foi morna. Houve pouca emoção, poucas surpresas, poucas situações de interesse. Destaco o jogo dos hipopótamos, a brincadeira com a tempestade provocada e a simulação de um ex-casal zangado devido a uma traição nos pontos positivos. Ao longo da noite, e com a apresentação dos concorrentes a ter cada vez menos interesse, o formato acabou mesmo por perder para o ‘Quem Quer Namorar Com o Agricultor?’, da SIC, o que não deixa de ser um sinal de alarme. Não estará na hora de trazer o ‘Secret Story’ de volta?

Categorias: Tags:

[simple-author-box]