Menu

10 de Agosto, 2022

Opinião. Hora negra no verão

Nuno Eiró/Instagram

O desespero faz, muitas vezes, tomar medidas pouco racionais e parece ter sido exatamente isso que aconteceu à TVI. Com ‘Rua das Flores’ a descer cada vez mais, a direção do canal pensou em reverter a situação com o ‘Hora de Verão’, que não é mais do que uma espécie de ‘Passadeira Vermelha’ com um toque de informação.

O horário das 19h00 é um dos mais importantes em televisão e quem o conseguir dominar tem um caminho mais fácil para se manter em primeiro na informação na hora de jantar e, consequentemente, no horário nobre. Contudo, atualmente não é bem isso que se passa em Portugal. Desde que Cristina Ferreira deixou a TVI e o ‘Apanha Se Puderes’, a estação não voltou ao primeiro lugar do pódio ao final da tarde e só o ‘Big Brother’ consegue atingir a vice-liderança de quando em vez.

A diretora de entretenimento e ficção, embalada pelo sucesso de ‘Festa é Festa’, quis repetir a receita com ‘Rua das Flores’. Juntou um bom elenco, convidou estrelas pouco habituadas a novelas para participações especiais e chamou os mesmos autores para escrever os textos. O resultado não podia ter sido pior e, além do terceiro lugar, a trama registou mesmo valores tão baixos que é preciso recuar muitos anos para verificar números idênticos. Mesmo assim, a estação de Queluz de Baixo nada fez para reverter a situação e bateu no fundo.

No desespero de não entregar um fosso ao ‘Big Brother’ em setembro, Moniz decidiu criar a ‘Hora de Verão’ em agosto e atirar a história cómica para depois das 18h00. Nuno Eiró e Sara Sousa Pinto trouxeram o cenário do ‘Esta Manhã’ para as tardes, chamaram comentadores de outros programas e mostraram notícias sobre temas mais leves. Na estreia, por exemplo, estiveram cerca de 20 minutos a falar e a debater a reversão da vasectomia de Bruno de Carvalho. 

Nos dois primeiros dias, além de não se verificar uma alteração nos resultados, a TVI conseguiu duplamente bater no fundo, não só pelas audiências. O ‘Hora de Verão’ é um péssimo tapa buracos e uma ideia completamente descabida. Dá a sensação que o canal está a voltar aos primórdios e que não existe vida além do ‘Big Brother’. Resta esperar por setembro, que não é já amanhã.

Categorias: Tags: