Menu

5 de Julho, 2022

Diretor da RTP desmente declarações de Leonor Poeiras

Leonor Poeiras/Instagram

Leonor Poeiras terá afirmado em tribunal, no processo que moveu contra a TVI, que se ofereceu para trabalhar em vários canais. Um deles terá sido a RTP e do qual terá recebido uma nega em nome do diretor de programas, José Fragoso, que já veio desmentir a situação.

A revista TV7 Dias avançou com a notícia de que Leonor Poeiras, durante uma audiência relativa ao processo que  interpôs contra a TVI por, alegadamente, ter sido dispensada sem qualquer fundamento, mencionou o nome de José Fragoso, responsável pela programação da RTP, já que este lhe tinha negado trabalho. “Não consegui trabalho na área e tentei, mas levei várias negas das televisões concorrentes. O José Fragoso disse que não podia fazer nada, porque eu estava em tribunal e ninguém ia pegar em mim agora”, terá dito em tribunal segundo a publicação.

No seguimento da notícia, e já esta semana, Fragoso enviou um comunicado para a mesma revista no qual desmentiu a comunicadora. “Fui surpreendido por uma publicação na vossa revista, que me atribui uma frase que terá sido dita em tribunal pela apresentadora de televisão Leonor Poeiras, no âmbito de um processo judicial: ‘O José Fragoso disse que não podia fazer nada, porque estava em tribunal e ninguém ia pegar em mim agora’. Quero desmentir ter falado alguma vez com a apresentadora sobre este assunto, razão pela qual esta frase só poderá ter sido inventada, nunca aconteceu”, explicou.

Por agora, Leonor Poeiras ainda não reagiu ao desmentido. Recorde-se que a profissional deixou a estação de Queluz de Baixo em 2020, depois de mais de 17 anos de ligação ao canal. Agora, a apresentadora exige mais de um milhão de euros de indemnização pelos danos causados pela sua dispensa sem alegada justificação.

Categorias: Tags: