Menu

6 de Julho, 2021

‘Para Sempre’. TVI promete nova novela “apaixonante”

‘Para Sempre’ é o nome da nova novela da TVI, protagonizada por Inês Castel-Branco e Diogo Morgado, e que estreará em breve. Em comunicado emitido esta terça-feira (07/06), o canal revela que será “uma novela apaixonante que não vai deixar ninguém indiferente”.

para sempre
Diogo Morgado/Instagram

“Para Sempre marca o regresso do Diogo Morgado e da Inês Castel-Branco à melhor ficção da TVI. É uma história extraordinária, cheia de segredos por desvendar e gravada a norte, numa das zonas mais bonitas do país. É uma grande aposta da TVI, no sentido de fazermos cada vez mais e melhor”, são as palavras de Cristina Ferreira, diretora de entretenimento e ficção do canal de Queluz de Baixo, relativamente à nova aposta da estação.

Da autoria de André Ramalho, e com o cunho de Gabriela Sobral, a história de ‘Para Sempre’ vai desenrolar-se entre Braga e o Soajo. Com esta aposta na zona do Minho, a TVI revela que a nova novela servirá também como forma de “promoção da cultura e costumes do norte do país”.

O elenco

Além de Diogo Morgado e de Inês Castel-Branco, os protagonistas, a trama conta ainda com vários nomes bem conhecidos do público. António Capelo, Matilde Mello Breyner, Pedro Sousa, Marina Mota, Carmen Santos, Luís Esparteiro, Ana Nave e Paulo Pires, são alguns dos nomes que vão dar vida às personagens que pretendem passar a fazer parte do dia-a-dia dos portugueses.

A história

‘Para Sempre’ terá 200 episódios que vão contar muitas histórias. A principal começa da seguinte forma: “Pedro tem um passado misterioso e um objectivo maior: reconquistar Clara.Separado do seu amor de juventude por um episódio trágico, a reunião é quase impossível, sobretudo porque ela é noiva do seu irmão. O homem a quem ele salvará a vida.Pedro Valente é um homem enigmático.Ninguém lhe conhece família, amigos,ou um passado. Mas afinal quem é este homem e de onde é que ele vem? Nem ele sabe e a resposta remonta há mais de trinta anos, quando Pedro ainda era uma criança indefesa.

Crescera em Lisboa, ao lado de Elias, um jovem padre que o encontrara, à porta da Igreja, após a missa de Domingo, muito longe de onde nasceu, na bela região do Minho. Mas porque é que uma mãe, que a julgar pelas roupas do miúdo, tinha dinheiro, abandonaria o filho assim? Esse era um mistério que Elias tentou desvendar. E conseguiu-o, mas quando descobriu a verdade, acabou por guardar segredo. Porque era o melhor para a criança.Pedro acabou por ser criado com o apoio do padre Elias e a adolescência foi conturbada. Nada fazia sentido até conhecer Clara.Clara Sampaio de Menezes era o tipo de rapariga que estava nos antípodas sociais de Pedro. Ela nasceu no meio de uma família conservadora da velha nobreza minhota que sempre tiveram uma propriedade importante na Serra da Peneda.

O pai de Clara, Bento de Menezes, opôs-se veementemente ao namoro.Para provar à filha que Pedro não era digno dela, montou uma armadilha que se revelaria fatal. Pedro trabalhava numa obra de construção civil e Bento instigou uma rixa entre ele e um colega. Durante a luta, o adversário de Pedro acabou por escorregar do topo do prédio, levando-o a uma queda mortal. Sem soluções, Pedro acabou por fugir sem dar qualquer explicação a Clara que ficou despedaçada. Regressou à terra natal, que guardava no coração, longe de Lisboa e de toda aquela tragédia, tentando renascer nas belas paisagens da Serra.

Tornou-se professora primária na bonita vila do Soajo, onde se sente mais viva do que nunca, entre a autenticidade da gente local.Já Pedro, parece ter hoje todo o dinheiro do mundo para ser feliz, mas depois de se ter afastado de Clara, isso tornou-se numa miragem inalcançável. Os Milhões que ganha nunca foram suficientes para encontrar uma pista que levasse à família que o abandonou. Tudo muda quando agora, fortuitamente,encontra um elemento que o liga à cidade de Braga. O padre Elias fica alarmado e ruma a Norte com ele, mas na busca pela razão do seu abandono, acontece o impensável e Pedro tropeça no seu amor de juventude. Só que, por ironia do destino, Clara está noiva de alguém muito mais próximo de Pedro do que ele próprio imagina – o seu irmão, Lourenço Novais. A família é dona de uma rede de clínicas privadas na região de Braga, negócio esse gerido pela mãe dos dois,Antónia. Para se aproximar de Clara e a separar de Lourenço, Pedro arma uma teia para investir nas clínicas.

Aproveita-se do vício secreto de jogo do irmão para o fragilizar, salvando-o aos olhos de todos de uma cobrança perigosa de agiotas. Pedro é agora o herói do momento, o que torna ainda mais difícil para Clara afastar o seu antigo namorado e ignorar o amor que ainda sente por ele.A perseguição de Pedro aumenta cada vez mais, cercando Lourenço e Antónia,chegando a um limite que faz com que o padre Elias tenha que intervir. Este,antevendo o pior, conta-lhe que Antónia é a sua mãe, pensando que assim ele não fará mal à própria família.

O choque da descoberta é tremendo e tudo oque Pedro mais quer é perceber a razão do seu abandono. Mas, na sua busca cega irá esconder os verdadeiros motivos de Clara, podendo mesmo acabar por perdê-la. Pedro terá, assim, que escolher entre a mulher que ama e a sua própria identidade. Mas como é que se pode amar alguém se não sabemos quem somos?Tendo como pano de fundo a cidade de Braga e a pitoresca vila do Soajo (com todos os seus habitantes, desde o padeiro local, à dona do café ou a todas as personagens caricatas que se cruzam na Casa do Povo local), esta história será pautada tanto pela imensa portugalidade e genuinidade minhota, como pela presença imponente da Serra da Peneda.

As magníficas paisagens permitirão a Pedro não só descobrir-se e reencontrar o seu grande amor, como também deixarão o espectador maravilhar-se com uma parte de Portugal que todos desejam visitar”.

Categorias: Tags: