Menu

24 de Maio, 2021

Eurovisão bate o martelo: “Não houve uso de drogas”

A polémica em torno de um possível consumo de drogas, em direto, pelo vocalista da banda italiana que venceu o ‘Festival Eurovisão da Canção 2021’ estalou na noite de sábado, horas depois de ser conhecido o vencedor do certame. Agora, esta segunda-feira (24/05) a União Europeia de Radiodifusão (EBU) desmentiu os boatos.

Eurovisão desmente uso de drogas
EBU / ANDRES PUTTING

O vídeo do momento em que Damiano David, vocalista dos Måneskin, se baixou e colocou a sua cara muito próxima de uma das mesas da famosa”Green Room” tornou-se viral. Um pouco por todo o mundo insinuava-se que o representante de Itália na Eurovisão tinha consumido drogas em direto.

Na noite de sábado, dia em que foi transmitida a grande final, o protagonista do momento foi confrontado com o sucedido durante uma conferência de imprensa. Nesse momento, o italiano desmentiu as alegações e referiu que se baixou para apanhar um vidro partido.

Esta segunda-feira (24/05), o organismo responsável pelo espetáculo europeu lançou um comunicado no qual começou por explicar que foi atrás de respostas: “Seguindo as alegações de uso de drogas na Green Room da Grande Final do Festival Eurovisão da Canção no sábado, 22 de maio, a União Europeia de Radiodifusão, conforme solicitado pela delegação italiana, realizou uma revisão completa dos factos, incluindo a verificação de todas as imagens disponíveis”.

“Um teste de drogas foi também voluntariamente realizado hoje [24] cedo pelo vocalista da banda Måneskin”, revelou a EBU e concluiu que houve um “resultado negativo”.

O órgão europeu repudiou ainda os boatos “que ofuscam o espírito e resultado do evento e afetam injustamente a banda”.

Måneskin sentem-se injustiçados

“Estamos verdadeiramente chocados com o que algumas pessoas estão a dizer sobre o Damiano consumir drogas. Nós somos CONTRA as drogas e nunca consumimos cocaína. Nós estamos prontos para ser testados, porque não temos nada a esconder. Nós estamos aqui para tocar a nossa música e estamos tão felizes com a nossa vitória na Eurovisão, e queremos agradecer a todos por nos apoiarem”, pôde ler-se num storie feito pela banda no Instagram.

Esta segunda-feira foi então colocado um ponto final na polémica, que chegou a colocar em causa a vitória da Itália. O país quebrou o jejum de 21 anos ao conquistar o primeiro lugar com 524 pontos.

Categorias: Tags: