Menu

28 de Abril, 2021

Cristina sem problemas em colocar fim a novo programa

Após a estreia da apresentação de ‘Festa é Festa’, Cristina Ferreira falou com a TV 7 Dias sobre alguns assuntos que têm estado na ordem do dia. Além de garantir que não volta à SIC, a apresentadora confessou que não terá problemas em acabar com o seu novo programa, caso assim o justifiquem.

Cristina Ferreira
Daily Cristina/Instagram

‘Cristina Comvida’ não tem tido a tarefa facilitada nos finais de tarde desde que estreou. O formato tem habitualmente ficado em terceiro lugar num dos horários mais competitivos da televisão que, nas últimas semanas, tem sido liderado pela SIC com novelas brasileiras.

Esta segunda-feira, Cristina Ferreira foi confrontada com os resultados obtidos pelo seu formato, mas não se mostrou preocupada. “Um formato destes, que nunca esteve num horário destes, precisa de algum tempo”, referiu a estrela da TVI.

Quanto ao futuro, a diretora de entretenimento e ficção pediu tempo para cimentar o novo programa. “Eu estou contra uma novela que fideliza as pessoas e que já vem de há meses. Estou contra o Fernando Mendes, que ganhou durante toda a vida, a não ser no momento em que eu estive no ‘Apanha se Puderes’. Isto precisa de tempo. Um formato destes que, ainda para mais, nunca esteve num horário destes, precisa de algum tempo. O que é certo é que as pessoas já querem que eu acabe com ele, que eu mude… não vai acontecer. Vou mantê-lo até achar que ele tem caminho para andar. Quando eu achar que ele não tem, não tenho problema nenhum em mudá-lo ou acabar“, revelou.

À TV 7 Dias voltou a afirmar que está a ser vítima de uma campanha de destruição: “Estou a pagar porque sou mulher, porque me chamo Ferreira (…), porque não é fácil aceitar o sucesso dos outros. Não é fácil entendê-lo fruto do trabalho que temos vindo a desenvolver e porque nem todas as pessoas têm capacidade de arriscar como eu fiz”.

Sem arrependimentos de ter voltado para a TVI

Já quanto à sua decisão em regressar à TVI, Cristina continua a afirmar que não se arrependeu e que o caminho mais fácil seria ficar na SIC. “Se eu quisesse estar bem, estava na SIC. Se eu quisesse estar a ganhar todos os dias, tranquila, feliz da vida, com um bom ordenado, eu tinha continuado lá. Agora, eu não quis isso para mim. Eu sabia do risco que era vir para uma estação que, naquele momento, estava a perder por sete pontos. E sabia exatamente o que ia cair sobre mim se eu não conseguisse. Eu tive noção de todos os riscos quando mudei mas eu quis mudar. Com tudo o que essa mudança implicava. E eu só me arrependeria era se tivesse ficado e não tivesse nunca vindo aqui perceber como seria”, concluiu a profissional.

Além do formato das tardes, a apresentadora garante ainda as noites de domingo com o ‘All Together Now’ que também tem sentido dificuldades em impor-se à programação da principal concorrente.

Categorias: Tags: