Os sete trabalhos de Cristina para erguer as “paredes” da TVI

Cristina Ferreira
Fotografia.: Instagram Daily Cristina

Cristina Ferreira regressa em setembro à TVI porque ninguém gosta de ver a casa da mãe a cair”. Além de apresentadora, a profissional vai acumular o cargo de direção do entretenimento e liderar a Plural, responsável pelas novelas da estação.

A antiga cara da SIC tem agora o desafio de fazer erguer o canal que passou para o segundo lugar das audiências desde a sua saída. Há muito trabalho a fazer e, apesar de não estar sozinha na guerra, há muitas batalhas que vai ter de vencer por conta própria.

Conheça os sete trabalhos em que Cristina Ferreira, Nunos Santos e a sua equipa terão de enfrentar para voltar a colocar a TVI no topo:

‘Você na TV!’

O programa da manhã já foi líder de audiências, na altura em que a apresentadora formava dupla com Manuel Luís Goucha. Além de nunca mais ter conseguido ascender ao primeiro lugar das audiências, desde que a parelha foi desfeita, houve ainda mais uma vítima de nome Maria Cerqueira Gomes.

Por agora, pouco se sabe sobre o futuro, sobretudo o das manhãs. Cristina pode voltar a juntar-se a Goucha, pode apresentar um programa sozinha, renovar o já existente ou criar um novo, mesmo que não esteja presente.

Apesar de ‘O Programa da Cristina’ ser um projeto seu, voltar a apostar num formato com uma casa como ponto de partida será sempre considerado mais do mesmo.

‘A Tarde É Sua’

Se as manhãs não estão bem, as tardes não estão muito melhor. Fátima Lopes não consegue vencer Júlia Pinheiro, que lidera confortavelmente o período vespertino com o seu programa de conversas.

Este será um dos maiores desafios, já que a concorrência está já enraizada com o seu formato.

Pré ‘Jornal das 8’

O horário das 19h00 está entregue ao ‘Big Brother’ e assim deve continuar até ao final do ano, com uma pausa em agosto. O diários subiram as audiências que o canal vinha a obter nos últimos meses, contudo, não deixaram o terceiro lugar, sempre atrás da SIC e da RTP1.

Estará de volta o ‘Apanha Se Puderes’ no próximo ano?

‘Somos Portugal’

É, talvez, o desafio menos interessante e mais fácil de superar. O ‘Somos Portugal’ deixou a liderança desde que a concorrência estreou o ‘Domingão’. João Baião e companhia lideram confortavelmente as audiências, embora o formato da TVI não esteja extraordinariamente longe.

Será que a “cópia” se vai manter à frente do “original”? Há que fazer mudanças.

Manhãs de fim de semana

Desde que o ‘Inspetor Max’ perdeu o ar da sua graça que o canal de Queluz de Baixo perdeu também uma galinha dos ovos de ouro. Mais uma vez, Daniel Oliveira viu a oportunidade de criar um programa e deu-o a Baião. Nuno Santos ainda tentou uma edição especial do ‘Você na TV!’, mas a principal concorrente manteve-se na liderança.

Ao fim-de-semana, as manhãs da TVI estão sem rei nem roque.

Noites de domingo

Apesar do interesse crescente no ‘Big Brother’, e de este até ter liderado audiência no último domingo, o reality show não é um sucesso avassalador. O investimento numa primeira edição justifica uma segunda, mas haverá espaço para uma terceira?

A SIC, apesar de um ‘Quem Quer Namorar Com o Agricultor?’ em queda, já mostrou que tem vários trunfos na manga e Ricardo Araújo Pereira continua disponível e invencível. Cristina Ferreira poderá estar de volta ao horário nobre já no início do próximo ano.

Novelas

Há algum tempo que a hegemonia do horário nobre deixou de existir por parte da ficção do canal de Queluz de Baixo. O golpe final pertenceu, precisamente, a ‘Golpe de Sorte’, a série protagonizada por Maria João Abreu.

Atualmente, ‘Que o Destino’ faz o seu caminho e até lidera aos sábados, geralmente, mas isso não chega, sobretudo quando está tão longe da liderança ao longo da semana. As próximas novelas já estão preparadas e, só depois da estreia destas, é que a apresentadora pode colocar mãos à obra enquanto responsável da Plural. Talvez seja este o processo mais exigente na sua nova vida na TVI, já que é na área da ficção onde tem menos experiência.

Cristina Ferreira tem uma missão difícil, naquele que é o seu maior desafio profissional até à data. E, como diz a própria, “setembro é já amanhã”.

%d bloggers like this: