Opinião| ‘Olha Por Mim’ é o novo ‘Ponto de Encontro’

Olha Por Mim
Reprodução SIC

‘Olha Por Mim’ estreou na SIC, este sábado (16/05), depois uma edição experimental exibida em janeiro deste ano e sem denominação.

O programa é simples: uma pessoa procura outra depois de estarem afastadas pelas múltiplas circunstâncias da vida. Se a pessoa procurada aceitar o convite, vai estar durante três minutos, frente-a-frente, com quem a procurou e só podem comunicar com o olhar. Após esse tempo, se quiserem, podem falar e esclarecer o que bem entenderem.

O formato é uma estreia, mas a premissa não é nova. Muitos se recordam do ‘Ponto de Encontro’, também da SIC, em que o objetivo também era o reencontro entre duas pessoas.

Este ‘Olha Por Mim’ está muito bem feito, sobretudo porque emociona até as pedras da calçada. A música, a envolvência, as luzes, a edição, tudo funciona num conjunto muito eficaz.

É triste que alguém precise de um programa de televisão para reencontrar ou reatar relações com alguém. Ainda assim, se essa é a única via, pois então que seja utilizada. Claro que existe uma utilização da fragilidade das pessoas por parte da SIC, mas também só se expõe quem quer, por isso, nem sequer é discutível.

Mesmo não encontrando grandes defeitos no programa, podia existir uma maior emoção de Daniel Oliveira na narração. A juntar a isso, o facto de serem dois convidados por programa retira o suspense caso um dos convidados não aceite o convite no primeiro momento. Passa a ser obvio que no seguinte vai existir, pelo menos, um encontro.

A estreia do canal de Paço de Arcos empatou com ‘Quer o Destino’, mas é uma verdadeira alternativa a novelas que ocupam o horário nobre durante toda a semana.

%d bloggers like this: