Opinião. O regresso de ‘Morangos com Açúcar’ à TVI

Sara Matos e Lourenço Ortigão em Morangos com Açúcar

Todos de nós sabemos o que acontece aos morangos quando os deixamos com açúcar. Com o passar das horas, ou dos dias, perdem a sua vivacidade, ficam moles, mais escuros e menos apetecíveis.

Ora, que melhor metáfora do que esta para comentar o regresso de ‘Morangos com Açúcar’ à TVI. A série juvenil, anunciou o canal, vai regressar na segunda-feira (13/04).

A temporada escolhida, com Lourenço Ortigão e Sara Matos como protagonistas, tem dez anos. Quer isto dizer que qualquer jovem que tenha visto a exibição original tem hoje mais dez anos.

Quererá, por exemplo, um jovem de 26 anos assistir à série todos os dias? Tenho algumas dúvidas e acredito que o saudosismo dure nos primeiros episódios, mas que depressa se acabe.

Tenho ainda mais dúvidas de que os novos jovens tenham interesse em ver algo na televisão tão datado. Eles que são a geração da Internet, dos Youtubers ou das Redes Sociais e, cada vez menos, da televisão.

Inicialmente, com as escolas fechadas, esta até parecia ser uma boa ideia da TVI. Por outro lado, se analisarmos melhor, não será algo tão bem pensado.

Se correr bem, com certeza a série juvenil mais bem-sucedida em Portugal vai regressar com uma nova temporada. Se correr mal, é mais uma experiência com um final abrupto e que mata de vez a possibilidade de uma nova versão.

‘A Espia’ não é para todos

Já aqui foi escrito no Espalha-Factos que a nova história da RTP1 é um passo em frente na ficção nacional. É sim, mas não está isenta de falhas.

O primeiro episódio da série, que traz de volta a Portugal Daniela Ruah, exibiu algumas conversas em inglês entre personagens. Essas conversas não tiveram direito a legendas. Apesar de diálogos curtos, quem não tem conhecimentos de inglês ficou sem perceber o que foi dito.

Um pequeno grande erro, imperdoável, sobretudo num canal público.

Todos por Todos

Este sábado as televisões uniram-se novamente para dar conselhos aos portugueses sobre a pandemia. Em simultâneo e à vez, RTP, SIC, TVI e CMTV exibiram mensagens de todos os pivots das quatro estações.

Além do conteúdo, inegavelmente importante, há que também saudar a iniciativa.

Este artigo foi escrito por Tiago Lourenço, autor do A Caixa que já foi Mágica, e originalmente publicado pelo site Espalha-Factos.

%d bloggers like this: