“Ver p’ra Crer”: regresso aos anos 90

Fotografia.: Instagram Pedro Pacheco Fernandes
Depois de aceder ao Facebook clique em “Gostar”

A TVI estreou, esta quarta-feira (09/10), o seu novo concurso que vai ocupar o horário das 19H00 e tentar fazer subir os números da estação na faixa.

“Ver p’ra Crer” é uma espécie de regresso aos primórdios da TVI dos anos 90 e isto não é um elogio, apesar de adorar a temática.

A começar pelo cenário, pobre, sem qualquer rasgo tecnológico e realmente a fazer lembrar os tempos do “canal da igreja”, bem longe e diferente dos até recentes tempos áureos.

Pedro Fernandes é o apresentador. Não sou fã mas reconheço-lhe qualidades e a experiência em formatos do género ajuda e de que maneira neste caso. A ele juntam-se Ana Guiomar, uma excelente escolha mas que precisa de ter cuidado para não cair no exagero, e Rita Salema, também competente no papel de capitã de equipa.

Enquanto concurso, o programa da TVI está ainda mais longe da perfeição. Dois concorrentes juntam-se a cada uma das atrizes, que competem entre si, e têm o apoio de uma plateia que ronda os 40 participantes. Cada equipa tem de responder acertadamente a questões sobre determinada categoria e arrecadar um valor que pode chegar aos 3000 euros.

As respostas às perguntas são dadas através de vídeos o que até é interessante, mas que aborrece por ser tão frequente.

Resumindo, não há tensão necessária ao género, não há verdadeira competição e as concorrentes parecem ser as capitãs. No final, o dinheiro amealhado, uma verdadeira “fortuna”, é dividida pelo participante e pela plateia, o que retira ainda mais o encanto.

Na estreia, o novo formato que começou e terminou antes da concorrência, subiu os números da estação das últimas semanas, o que não era difícil, mas deixou o canal atrás da concorrência.

Com 4,7% de audiência média e 12% de quota de mercado, a aposta da TVI viu o “Prémio de Sonho” de Cristina Ferreira liderar com 8,2% de rating e 20% de share, o melhor resultado de sempre. Na RTP1, o “Preço Certo” arrecadou o segundo lugar com 7,6% de rating e 18,9% de share.

“Ver p’ra Crer” é a primeira grande aposta de Felipa Garnel enquanto diretora de programas e o primeiro tiro no pé. A estação de Queluz de Baixo não pode querer voltar a liderar com programas pobrezinhos e com cheiro a mofo.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: