A opinião sobre “Like Me” da TVI

Fotografia.: Instagram Like Me TVI
Clique em “Gostar” depois de aceder ao Facebook

O novo reality show do canal de Queluz de Baixo estreou segunda-feira (27/05). O formato junta 12 “micro influenciadores” das redes sociais que deixaram as suas contas “adormecidas”. Os concorrentes vão competir por “gostos” apenas nas várias contas do programa.

Rúben Rua e Luana Piovani foram os escolhidos para apresentar o “Like Me”.

Situados? Vamos então à opinião…

Não entendo a aposta da TVI neste formato e todas as escolhas que o envolveram. Comecemos pelos apresentadores. Até percebo a escolha de Rua, mas a contratação da atriz brasileira é descabida. Além de não ser suficientemente conhecida em Portugal, havia outras escolhas que fariam mais sentido como Olívia Ortiz, por exemplo, que até já tem experiência no género. Já agora, espero que alguém coloque a apresentadora no seu lugar e que a faça entender que trabalha em dupla. Estar constantemente a interromper o parceiro e fazer-se de engraçada não está a funcionar.

Depois, o próprio formato não é apelativo. O público conservador do canal não o vai entender e o público mais jovem não vai ligar o televisor para ver algo que tem na Internet. Além disso, escolher como local de estada a casa que já foi de “Secret Story” (e Big Brother) só vai proporcionar comparações e duvido que alguma beneficie o “Like Me”.

Estrear o reality show às 18H00 de uma segunda-feira foi outra grande estupidez de quem dirige a TVI. A grande maioria do público-alvo não está disponível nesse horário, horário esse que está fragilizado desde que o “Apanha Se Puderes” perdeu a liderança.

Pelo meio há ainda a mentora Ana Garcia Martins, autora do blogue “A Pipoca Mais Doce”, que tem nas palavras e atitudes um tom de arrogância que não deve agradar a generalidade do público. Quanto a mim, vai desejar que esta aventura termine depressa.

Um dos momentos mais constrangedores da estreia foi assistir a Rúben Rua a explicar as regras do concurso aos participantes e nunca ao espectador. A culpa não é sua. É sim uma clara demonstração de que foi tudo feito à pressa.

A avaliar pelos valores dos dois primeiros dias de exibição, tenho a certeza de que a TVI não vai aguentar muito tempo com valores tão fracos e vai rapidamente cancelar a exibição, pelo menos, às 19H00. “Like Me” terá lugar apenas aos finais de noite, isto porque ninguém no canal quererá terminar prematuramente outro formato.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: