O melhor de 2011

O Último a Sair, da RTP1, foi considerado o melhor programa de 2011 pela Associação Portuguesa de Telespetadores.

Bruno Nogueira, o autor, conseguiu criar algo novo em Portugal o que, nos últimos anos, não tem sido uma opção dos canais.

A sátira ao reality-show contou com várias interpretações brilhantes de pessoas que não tiveram medo de cair no ridículo e de serem mal interpretadas.

De todas elas destacam-se, claramente, Filipa Castro, Bruno Nogueira, Luciana Abreu, Rui Unas e, obviamente, Roberto Leal.

O canal público também está de parabéns por ter apostado em algo do género e que poderia ter criado muita confusão na opinião publica.

Inicialmente foi o que aconteceu, mas rápido a sátira se tornou num sucesso, não televisivo, já que as audiências não foram nada de especial, também porque tinha na concorrência a primeira edição de Peso Pesado e Perdidos na Tribo, mas na Internet e no boca a boca nas ruas correu muito bem.

É, por isso, um prémio totalmente merecido e vai ao encontro do post publicado quase no início do blog (pode ver aqui).

Que neste ano seja também uma boa ideia original portuguesa a vencer o prémio e que tenha tanta ou mais qualidade que o grande Último a Sair.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: